Últimos 5 filmes que eu assisti

Helloooo. Eu venho assistindo um mooonte de filmes legais que eu gostaria de compartilhar com vocês, daí resolvi fazer esses posts com mais frequência ok? Sem demora, para as indicações:

1- Amor e outras drogas

Eu nunca tinha assistido esse filme antes, mas agora to apaixonada por ele demaaais. A história é sobre um cara galinha (Jamie), que vai trabalhar na indústria farmacêutica em outra cidade e começa a se envolver com uma garota desencanada que gosta tanto de sexo casual quanto ele, mas também tem Parkinson, o que ele não pensa muito a respeito a princípio. Os dois começam a se envolver e se desenrola uma história que rende boas risadas. Adorei ❤️

2- Um senhor estagiário

Um velhinho fofo, viúvo, de 70 anos, decide participar de um programa de estágio para aposentados em uma loja de roupas on-line que, apesar de ter apenas 18 meses, faz mais sucesso do que Jules (a personagem da Anne Hathaway – siiiim de novo), a dona da empresa que simplesmente adora o seu trabalho, pode dar conta. Essa dupla improvável é um amorzinho e engraçada. 

3- Que horas ela volta

Um título brasileiro, sim. Confesso que não foi o nome nem a propaganda por trás do filme que me chamou atenção, mas reconheço que é um filme bem interessante. Regina Casé trabalha na casa de uma família de classe alta em São Paulo há 10 anos, mesmo tempo que não vê a filha, que mora em Recife. A menina resolve fazer vestibular em SP e acaba ficando hospedada na casa da mãe, que mora num quartinho nos fundos da casa dos patrões. O filme abre uma discussão meio polêmica e maravilhosa que vale a pena refletir. Vai dar uns bons tapas na cara de quem pensa não ter preconceito, mas é um tapa bom, pra gente acordar. Recomendo. 

4- O destino de Júpiter

Primeiro quero dizer que não faço a mínima ideia se esse é um filme baseado em livro, porque não achei nada na internet, mas algo pode ter passado despercebido. Júpiter é uma garota comum que leva uma vida bem pacata, até descobrir que alguns habitantes de outro planeta dividem-se em procurá-la com afinco e tentar matá-la ou salvá-la. Não dá pra dizer mais sem dar spoilers, eu só achei que a história ficou um pouco desconexa, criaram uma realidade muito cheia pra um período de duas horas e um pouco clichê. No fim do filme eu fiquei cansada. 

5- As sufragistas



Inspirado em uma história real, o filme se passa no início do século XX, quando mesmo após décadas de manifestações pacíficas, as mulheres ainda não tem direito ao voto. Só pra esclarecer uma coisa: além de que seria um absurdo que mais da metade da população não pudesse chegar perto de uma decisão sobre o futuro do próprio país, a partir do momento em que mulheres votam, os interesses das mulheres existem frente aos candidatos e, nessa época, era quase como se elas não existissem, sujeitas às situações mais precárias possíveis. Daí as mulheres começam a quebrar vitrines e colocar fogo em caixas de correio, na tentativa de chamar atenção da imprensa e dos políticos. Maud é a personagem principal, uma mulher que acaba descobrindo o movimento e aderindo a ele, e, mesmo passando por “poucas e boas”, Maud chega à conclusão de que a luta pela igualdade de direitos merece alguns sacrifícios. Muuuuito legal ver o quanto as mulheres lutaram para que estejamos onde estamos hoje. Super recomendo. Arrepie-se com o trailer você também:

Anúncios

5 filmes que vão te fazer chorar

Hellooo, então, agora eu to tendo várias provas e vou acabar postando com menos frequência, mas enfim: Acredito que não seja só eu, mas de vez em quando bate uma vontade de ficar lá no sofá assistindo algum filme meio nostálgico sozinha, com pipoca, chocolate, doce ou sorvete e nem sempre os filmes que estão passando estão nesse mesmo clima. Daí vim sugerir 5 filmes fofos que você precisa assistir (mesmo se não estiver na bad)
1- Sempre ao seu lado

O filme é inspirado em uma história real sobre um professor que acha um filhote de Yakita em uma estação de trem e passa a cuidar dele. É lindo e emocionante, um exemplo de lealdade. 

2- Diário de uma paixão 

É a adaptação do livro de Nicholas Sparks e, acredito, você provavelmente já viu, mas, se não, assista. Em uma clínica geriátrica, um dos internos lê para outra, que se encontra em um estado mais grave de perda de memória, a história de Noah e Allie, um amor impossível dos anos 40 que fizeram de tudo para ficarem juntos. 

3- Um amor para recordar

Também inspirado em um livro do Nicholas Sparks, mas menos conhecido, o filme conta a história de um casal de adolescentes (o clássico garoto popular e a garota quieta e misteriosa) que são obrigados a trabalharem juntos no grupo de teatro da escola e acabam se apaixonando, mas a garota guarda um segredo que muda todo o rumo da história. Apesar de parecer meio clichê é um filme extremamente fofo e vale a pena. Mas é triste. 

4- Marley e eu

Um casal apaixonado de jornalistas  está começando a viver junto após o casamento e acabam adotando um filhote de labrador lindo, mas que acaba transformando a casa e a vida dele em um caos.  

5- À procura da felicidade

Chris Gardner (Will Smith) é um pai de família que enfrenta sérios problemas financeiros. Apesar de todas as tentativas em manter a família unida, Linda (Thandie Newton), sua esposa, decide partir. Chris agora é pai solteiro e precisa cuidar de Christopher (Jaden Smith), seu filho de apenas 5 anos. Ele tenta usar sua habilidade como vendedor para conseguir um emprego melhor, que lhe dê um salário mais digno. Chris consegue uma vaga de estagiário numa importante corretora de ações, mas não recebe salário pelos serviços prestados. Sua esperança é que, ao fim do programa de estágio, ele seja contratado e assim tenha um futuro promissor na empresa. Porém seus problemas financeiros não podem esperar que isto aconteça, o que faz com que sejam despejados. Chris e Christopher passam a dormir em abrigos, estações de trem, banheiros e onde quer que consigam um refúgio à noite, mantendo a esperança de que dias melhores virão. (Sinopse de Adoro Cinema)

#Bônus- Como eu era antes de você 

Coloquei esse como bônus porque ainda não estreou, mas é baseado em um livro fantástico. Não quero dar spoilers então assista o trailer e corre pro cinema. 

Depois me contem o que acharam dos filmes

Beijos. 

Filmes para assistir no dia das mães

Helloooo, feliz dia das mães! Para quem não vai fazer nada de especial, é um ótimo dia para ficar ao lado da família e aproveitar, que um dia as chances de fazer essas coisas simples diminuem ou acabam. Então por que não dar uma trégua em brigas ou fortalecer ainda mais a relação com a sua mãe e assistir alguns filmes super legais que falam exatamente desse assunto? Aproveita.

1- Valente

2-Mamma Mia!

4- Não sei como ela consegue

4- Minha mãe é uma peça

5- Sexta-feira muito louca

6- O maior amor do mundo

7- Bad Moms

4 Últimos filmes que eu assisti

Uma das coisas que eu mais gosto em assistir filmes é entrar dentro de novas histórias. Hoje eu vim compartilhar algumas histórias que eu gostei bastante com vocês, olha só:

Copenhagen

William tem 28 anos e é bem imaturo quando viaja para Copenhague, capital da Dinamarca, levando uma carta que seu pai escreveu aos 7 anos para seu avô (em uma língua que William não entende), que havia abandonado a família há muito tempo. Daí por diante Will procura seu avô com a ajuda de uma garota dinamarquesa. A história parece um pouco clichê mas é cheia de surpresas. O final pode ter sido meio realista, mas eu esperava algo melhor… Apesar disso, vale a pena acompanhar a história até o fim.

Toast: A história de uma criança com fome

Esse filme é inspirado na história de Nigel Slater, cozinheiro e escritor gastronômico, que, quando era pequeno, vivia em uma casa onde só se comiam enlatados (de fácil preparo) e torradas. Com a morte da mãe, o pai de Nigel contrata uma empregada que cozinha muito bem (vivida por Helena Boham Carter) que disputa com Nigel pela atenção do pai através de pratos deliciosos.

Deadpool

Eeeeesse filme não foi um dos mais recentes que eu vi, mas eu precisava indicar pra quem ainda não viu (mesmo com os cinemas lotados) esse filme super foda do mercenário tagarela mais foda. O filme conta sobre a origem do anti-herói nem um pouco convencional do universo Marvel que se transformou a partir de um experimento com as células de regeneração do Wolverine. A história é um pouco diferente da HQ pra que coubesse um romance lá no meio. Sem spoilers, se liga no trailer:

 

Frida

Siiim, outra biografia. Dessa vez, de uma mulher maravilhosa que você muito provavelmente já ouviu falar: Frida Kahlo. Frida foi uma pintora mexicana que buscava suas raízes astecas no guarda-roupa, nas pinturas e no jeito de ser. A pintora passou por muito sofrimento ao longo da vida: desde um acidente de ônibus ainda nova que a deu sequelas que a acompanharam até o fim de sua vida, até um casamento conturbado com Diego Rivera, outro pintor famoso e bem infiel. Mas Frida sempre levou a vida no maior estilo.

54182_original

Gostaram das dicas?

Beijos

Séries: A Series of Unfortunate Events

series-of-unfortunate-netflix

A Series of Unfortunate Events ou Desventuras em Série é uma saga com 13 livros que narram a história de três irmãos orfãos (Violet, Klaus e Sunny), as crianças mais azaradas do mundo. A narrativa simples e interessante começa relatando o acontecimento que mudou a vida do trio completamente: a trágica morte de seus pais em um incêndio. A partir daí os irmãos precisam dar um jeito de fugir de um tio meio maluco e ambicioso enquanto mudam constantemente de casa e custódia.

A trama é extremamente azarada e bizarra, mas para quem gosta do estilo aqui vai o primeiro parágrafo do primeiro livro (Mal começo):

“Se vocês se interessam por histórias com final feliz, é melhor ler algum outro livro. Vou avisando, porque este é um livro que não tem de jeito nenhum um final feliz, como também não tem de jeito nenhum um começo feliz, e em que os acontecimentos felizes no miolo da história são pouquíssimos. E isso porque momentos felizes não são o que mais encontramos na vida dos três jovens Baudelaire cuja história está aqui contada. Violet, Klaus e Sunny Baudelaire eram crianças inteligentes, encantadoras e desembaraçadas, com feições bonitas, mas com uma falta de sorte fora do comum, que atraía toda espécie de infortúnio, sofrimento e desespero. Lamento ter que dizer isso a vocês, mas o enredo é assim, fazer o quê?”

Um punhado de fãs ficou curioso e se atraiu pela história e, se você foi um deles, pode comemorar que o Netflix anunciou que está produzindo a série. Rolou até um filme em 2004 com o Jim Carrey e Meryl Streep mas parece que não atingiu muita popularidade.

Alguém já leu os livros? Conta o que achou.

Série: Shadowhunters

Atualizado

Se tem uma coisa que todo fã de livros-que-viraram-filmes-ou-séries acaba tendo que aprender é deixar a mente aberta para a adaptação e não se indignar (muito) com as diferenças entre as histórias. Afinal, raro mesmo é a gente achar uma adaptação 100% fiel. Foi assim com a maioria dos filmes e praticamente todas as séries.
Dia 12/01 finalmente estreou a série Shadowhunters, adaptação da saga Os Instrumentos Mortais, que já havia sido adaptada para o cinema mas teve baixa aprovação entre os fãs. A história é a seguinte: Clary Fray (Katherine McNamara) cresceu como uma garota normal, rodeada por amigos, sonhos, um melhor amigo apaixonado -Simon (Alberto Rosende), uma mãe superprotetora e um talento nato para as artes. Porém, é ao completar 18 anos (idade em que os caçadores de sombra viram adultos) que ela descobre que a vida de que ela se lembra até agora é uma ilusão e Clary está bem longe de ser a garota mundana que ela imaginava. (Eu meio que não sou muito boa com sinopses que não dão spoilers, mas vamos lá) Fray descobre que é, assim como a mãe, uma caçadora de sombras (ou Nefilim, uma mistura de anjo e humano que caçam demônios) do jeito mais difícil: sua mãe é sequestrada e ela precisa aprender rápido tudo o que não aprendeu durante esses 18 anos com a ajuda de Jace (Dominic Sherwood), Isabelle (Emeraude Toubia) e Alec (Matthew Daddario)
A série se desenrola em alguns cenários mais modernos que o livro e tem algumas mudanças (que foram avisadas de antecedência e aprovadas pela escritora da saga, Cassandra Clare). Várias são bem gritantes para quem leu os livros mas existem outros detalhes que eu achei ainda mais únicos: a direção não é boa. Se você prestar atenção, ainda consegue ver as cenas se repetindo conforme a câmera muda. Os atores não são muito fiéis aos personagens (principalmente Jace que, sendo sincera, não tem nada de Jace. O personagem antes de se apaixonar pela Clary, deveria ter outro tipo de personalidade, que se perdeu completamente já que foi quase amor a primeira vista.), o que não surpreende tanto já que, até onde eu sei, o ator que interpreta Simon foi o único que leu os livros (a atuação dele está boa). As lutas são péssimas, evidenciam exatamente aquela luta forçada, sem alma alguma. Exatamente o tipo de luta que você vê que é toda planejada e não tem graça de assistir. O roteiro também não é muito bom. Outro ponto a ressaltar é que, dentre as mudanças avisadas e aprovadas por Cassandra, estava a sensualização dos personagens que se revelou horrível e forçada entre o casal protagonista: Jace e Clary arranjam espaço para flertar com gemidos estranhos até em momentos tensos de luta que se é preciso desenhar uma runa com rapidez.
Por outro lado, a história tem tanto potencial, que me faz continuar assistindo. Mesmo que seja triste ver esse potencial sendo desperdiçado. 
Os episódios são disponibilizados pelo Netflix semanalmente e alguns sites também exibem online. 
Assistam e me contem o que acharam, OK?
Beijos
 

5 Personagens de séries que vamos sentir falta

Acabei de assistir ao último episódio da 6 temporada de The Vampire Diaries e (depois de chorar muito) acabei me lembrando de alguns personagens das séries que eu assisto/assistia que nunca deveriam ter morrido ou saído da série. Então resolvi fazer outra sessão nostalgia para vocês (Alerta de Spoiler):

1- Elena Gilbert

Eu tinha que começar por ela. Como eu disse, acabei de assistir ao último episódio de The Vampire Diaries e já tive tempo suficiente pra expressar minha indignação pela saída da Nina Dobrev da série. Nina fez outra personagem maravilhosa que morreu na 5 temporada (Katherine Pierce) mas vamos focar na principal. Entre os 5 da lista, Elena é a única que não exatamente morreu (agora ela fica num caixão no estilo Bela Adormecida) mas mesmo assim ela vai fazer falta e eu estou super curiosa para ver como o Damon vai ficar durante esse tempo.

2- Ned Stark

tumblr_mrqs48r1T61rvjc1to1_500

Siiim. Esse faz um tempinho, né? Mas Ned era um dos melhores personagens de Game of Thrones (mais honesto) e, apesar de a maior parte da trama ter se desenrolado em conseqüência da morte dele ainda foi duro de ver as filhas do personagem assistirem à sua morte.

3- Allison Argent

tumblr_no54bwHzH01usn5nyo5_500

Pessoalmente eu não sou muito fã de Teen Wolf, não. (Mas a Allison era uma fofa) Não vou dizer como ela morreu mas é uma cena pra chorar também.

4- George O’Malley

tumblr_meejdqH9DE1qihdavo4_500

Quem assistia Grey’s Anatomy sabe como é difícil não achar o George (muitas vezes ingênuo) um fofo e essa com certeza deve ter sido uma das mortes mais lamentáveis da série.

5- Misty Day

tumblr_n0ebxiY1PR1s5x8pdo1_500

E ainda ficou presa cortando sapos…

Beijos